terça-feira, 19 de novembro de 2013

Lendas do Rock: satanismo de Jimmy Page e Led Zeppelin



Mais uma lenda do rock envolvendo famosos com o satanismo. Agora, o personagem em questão é James Patrick “Jimmy” Page, e membros da banda inglesa Led Zeppelin. Nascido a 9 de janeiro de 1944, no subúrbio de Heston, em Middlesex, Londres, Jimmy Page é  músico, produtor musical e compositor inglês. Iniciou sua carreira como músico de estúdio em Londres, tornando-se o guitarrista mais procurado no Reino Unido, em meados da década de 60. Page alcançou grande sucesso internacional como guitarrista da banda de rock Led Zeppelin, entre os anos de 1968 a 1980. Atuou também em outros grupos musicais como The Yard Birds, de 1966 a 1968 e Page and Plant, The Honeydrippers, em 1984.
Considerado um dos maiores e mais influentes guitarristas de todos os tempos, Page é classificado pela revista inglesa, Rolling Stone, como o “pontífice do poder dos riffs”, ocupando o terceiro lugar na lista dos “100 maiores guitarristas de todos os tempos”.
O interesse de Page pelo ocultismo sempre foi grande. Colecionador de livros e de parafernálias relacionadas ao tema, era seguidor de Aleister Crowley, tido como o maior “mago” de todos os tempos, a ponto de chegar a comprar o castelo em que Crowley morou. Famoso ocultista inglês, Crowley, nascido em 1875, era chamado de o homem mais maligno do mundo, e se auto-intitulava “A Besta” ou o número 666. Sua principal obra foi o Livro da Lei, sendo o principal desenvolvedor da Lei de Thelema, cujo tema fundamental era: “Faz o que tu queres e há de ser tudo da Lei”, “O Amor é a Lei, mas amor sobre a vontade” e “Todo Homem e toda Mulher é uma estrela”.
No início da década de 1970, Page era dono de uma livraria e editora oculta “The Equinox Booksellers and Publishers” em Kensington High Street, Londres. Com o sucesso crescente do Led Zeppelin, faltou tempo para cuidar da livraria, que acabou fechando.
Reza a lenda, que Jimmy Page e os membros da banda Led Zeppelin são satanistas, e venderam suas almas ao Diabo a troco de poder, fama, saúde etc. Apenas Jones teria sido o único a não fazer o pacto. A “teoria” sobre o pacto satânico feito pela banda passou a ser reforçada mediante os vários desastres ocorridos com a banda, e as mensagens que se ouviriam ao tocar ao inverso a música “Stairway to Heaven”, e em outras músicas da banda.