quinta-feira, 10 de outubro de 2013

O que você precisa saber sobre a musa do rock e blues Janis Joplin



Há 43 anos atrás, o mundo perdia uma das mais reconhecidas e marcantes vozes que já passou pelo nosso planeta, Janis Lyn Joplin! Dona de “muitos títulos” e de grande potencial vocal, a cantora e compositora norte-americana era considerada e reconhecida como, a “Rainha do Rock and Roll”, a “maior cantora de rock dos anos 60” e a “maior cantora de blues e soul da sua geração”. Nos fins dos anos 60, alcança grande destaque como vocalista da Big Brother and the Holding Company e, posteriormente, como artista solo, acompanhada das bandas de suporte, a Kozmic Blues e a Full Tilt Boogie.
Nascida em 19 de janeiro de 1943, na cidade de Port Arthur, estado do Texas, EUA, desde a infância, Joplin já cantava em coral e ouvia blues.
Em 1960, ao ingressar na Universidade do Texas, em Austin, Janis, cultivando uma postura rebelde, vestia-se como os poetas da geração beat, e cantava blues e folk.
Em 1963, muda-se para San Francisco, iniciando a carreira como cantora. Nesta época, Joplin já era usuária de drogas e bebia muito, e passa a usar heroína. O uso de drogas arruína sua saúde, o que lhe faz voltar à sua cidade natal, a fim de se recuperar de problemas de saúde, e posteriormente, encerra sua brilhante carreira de cantora.
Em 1966, ao retornar a San Francisco, dedica-se à carreira de cantora de blues, aproxima-se do grupo Big Brother & The Holding Company, tornando-se a vocalista da banda. Por esta ocasião, Joplin insere-se na comunidade e tendência hippie, muito forte em San Francisco.
Em 1967, o grupo ganhou destaque ao participar do Festival Pop de Monterrey, e Janis, com sua voz rouca e forte, uma de suas características mais marcantes, encantou a crítica e o público.

O sucesso levou a banda ao reconhecimento, e em 1968, o grupo lança o álbum “Cheap Thrills”, seu disco de maior sucesso, continha a música Piece of my heart, consagrando a cantora.
No final de 1968, Joplin sai da banda Big Brother e parte para a carreira solo, formando as bandas Kozmic Blues band, que a acompanhou no festival de Woodstock. Mas aumentavam também os rumores e a fama de sua personalidade instável e dependente das drogas.
O grupo se separou e Janis formou a Full Tilt Boogie Band. O resultado foi  a composição do álbum Pearl (1971), tendo como destaque as músicas “Me and Bobby McGee” (Kris Kristofferson) e Mercedez Benz (escrita por Michael McClure), porém este teve seu lançamento póstumo, com duas faixas a menos, pois dias após as gravações, a cantora morreu.
Assim como a bela e fugaz aparição de um reluzente cometa, que ao riscar o firmamento, encanta a todos, Joplin também teve uma curta, reluzente e tumultuada aparição no cenário musical! Ainda muito nova, encantou a todos com seu timbre de voz inconfundível e rapidamente saiu de cena, de forma trágica, aos 27 anos de idade! Em 4 de outubro de 1970, na cidade de Los Angeles, Califórnia, Janis Joplin foi encontrada morta, num quarto de hotel, por overdose de heroína.