segunda-feira, 7 de outubro de 2013

John Lennon



John Lennon, músico britânico, membro dos Beatles, nasceu em Liverpool, na Inglaterra, no dia 9 de outubro de 1940. Ainda jovem, aos 40 anos de idade, morreu assassinado em 8 de dezembro de 1980, em Nova York, Estados Unidos. Lennon completaria este ano 73 anos de idade!
Em homenagem a este grande músico, guitarrista, cantor, compositor, escritor e ativista britânico, que tamanha contribuição deixou para o mundo da música, o blog publicará diariamente, durante o mês de outubro, frases atribuídas a John Lennon. Frases que, assim como suas músicas, marcaram época e influenciaram a vida de muitos jovens e adultos contemporâneos a Lennon, e que tamanha influência exercem ainda hoje em seus seguidores e adoradores.

10 frases atribuídas a John Lennon 

“Amo a liberdade, por isso deixo as coisas que amo livres. Se elas voltarem é porque as conquistei. Se não voltarem é porque nunca as possuí.”

“Vivemos num mundo onde nos escondemos para fazer amor! Enquanto a violência é praticada em plena luz do dia.”

“Eu tenho o maior medo desse negócio de ser normal.”

“Não se drogue por não ser capaz de suportar sua própria dor. Eu estive em todos os lugares e só me encontrei em mim mesmo.”

“E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém.”

“A mulher é o negro do mundo. A mulher é a escrava dos escravos. Se ela tenta ser livre, tu dizes que ela não te ama. Se ela pensa, tu dizes que ela quer ser homem.”

“O medo do desconhecido. É o medo dele que impele todo mundo para os sonhos, as ilusões, as guerras, a paz, o amor, o ódio, tudo isso – é ilusão. É isso o desconhecido. Aceite o desconhecido e será uma viagem tranquila. Tudo é desconhecido – aí você estará à frente do jogo. É o que é certo.”

“Quando fizeres algo nobre e belo e ninguém notar, não fique triste. Pois, o sol faz um espetáculo lindo todas as manhãs, e mesmo assim, a maioria da plateia ainda dorme.”

“O amor significa pedir desculpa de quinze em quinze minutos.”

“Não é divertido ser artista. Beethoven, Van Gogh, todos eles, se tivessem psiquiatras, nós não teríamos esses gênios.”